você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Educação e Tecnologia - 2

Por Cesar Brod

Data de Publicação: 12 de Julho de 2006

Meu artigo anterior sobre Educação e Tecnologia gerou uma repercussão tão boa tanto em comentários no Dicas-L quanto em e-Mails enviados diretamente para o portal da Brod Tecnologia que resolvi dar continuidade ao assunto. Quem seguiu o link para o portal das Gnurias ainda pôde ler mais sobre algumas das experiências do grupo com a utilização de software livre no apoio ao ensino. É sobre uma destas experiências que vou falar.

Em 2004 o grupo realizou mais uma de suas "Semanas do Pingüim", tradicionalmente sediadas no Centro Universitário Univates onde boa parte das meninas do grupo estudam. Como de costume, o padrinho aqui foi convidado (melhor seria dizer convocado) para opinar sobre a programação da semana. O grupo queria fugir um pouco dos temários anteriores, onde basicamente trazíamos convidados para falar sobre a filosofia do software livre, e ministrar algumas oficinas práticas sobre o assunto. Desta vez, iríamos explorar a questão da "liberdade do conhecimento" de forma mais ampla.

Para quem não conhece as Gnurias, cabe um pouco de história aqui. Não a que pode ser lida no portal do grupo, pois seria escrever o que já está bem escrito, mas sobre algumas experiências de oficinas anteriores que o grupo organizou. Uma delas foi realizada no ano de 2002, no Colégio Martin Luther, de Estrela. O grupo foi convidado a ministrar uma oficina sobre software livre, como de costume, mas o laboratório do colégio só possuía máquinas com o Microsoft Windows instalado. Sem problemas! As meninas montaram um curso básico de HTML para crianças e adolescentes, mostrando como o "código" produzido pelos alunos transformava-se nas páginas web. A motivação principal foi a condução de algo textual a algo visível graficamente. Os alunos eram incentivados a buscar figuras e outros elementos na web e usá-los em suas páginas e a trocarem idéias e pedaços de código HTML entre eles. Aprenderam como construir também a partir de algo feito por outras pessoas e, especialmente, como adquirir mais conhecimentos a partir daí. As ferramentas usadas na oficina foram o Notepad e o Internet Explorer, disponíveis em qualquer instalação básica do Windows. Software proprietário não é - e nunca foi! -- um impedimento para que as Gnurias trabalhassem com a liberdade do conhecimento.

Voltando à nossa Semana do Pingüim. A idéia agora era ir mais além: falar da importância da liberdade do conhecimento em todas as suas formas, trabalhando a base da construção do conhecimento tecnológico. Desafiamos o professor Ingo Schreiner, matemático da Univates, a ministrar uma oficina sobre uma de suas paixões: pandorgas. Aqui no sul, pandorgas é o nome que damos ao que em outros lugares de nosso país são chamadas de pipas, quadradas, arraias. Certamente outros nomes virão nos comentários. Através da construção de pandorgas, o professor Ingo pôde introduzir conceitos de matemática, geometria, física e aerodinâmica. Os participantes da oficina tiveram o prazer de empinar suas pandorgas no campus da Univates em Lajeado. Eu fui convidado para falar sobre rádios de galena, sobre os quais mantenho um espaço no portal da Brod Tecnologia, seguindo o link para "Rádio Gagá" na "Área Livre". Usei um tubo de condicionador, fios esmaltados de cobre, fones de alta impedância e com os participantes montei um rádio à partir de sucata que acabei presenteando a um grupo de alunos de uma escola técnica da cidade de Teutônia que acompanhava a oficina. Não tenho nenhum dos rádios de galena que montei, sempre alguém acabou ganhando de presente, voluntária ou involuntariamente (alguns eu emprestei e nunca mais voltaram). Tudo bem, o que eu gosto mesmo é de construí-los, depois de prontos eles podem servir a mais gente que queira aprender ou se divertir com eles, o que é melhor do que ficarem pegando pó lá em casa. Para os interessados, há links na seção Rádio Gagá de meu portal que incluem uma ativa lista de discussão no Yahoo.

Rádios de galena e pandorgas são bons exemplos de tecnologias livres que também podem ser usados para despertar o "bicho tecnológico" em crianças e jovens, muito antes de falarmos de informática e software livre. Quem sabe, com exemplos como estes, até conseguimos explicar de maneira mais fácil a importância de se manter qualquer tipo de conhecimento livre e ao alcance de todos?

Sobre o autor

Cesar Brod é empresário e consultor nos temas de inovação tecnológica, tecnologias livres, dados abertos e empreendedorismo. Sua empresa, a BrodTec, faz também trabalhos tradução e produção de conteúdo em inglês e português. Além de sua coluna, Cesar também contribui com dicas para o Dicas-L e mantém um blog com aleatoriedades e ousadias literárias. Você pode entrar em contato com ele através do formulário na página da BrodTec, onde você pode saber mais sobre os projetos da empresa.

Mais sobre o Cesar Brod: [ Linkedin ] | [ Twitter ] | [ Tumblr ].


Para se manter atualizado sobre as novidades desta coluna, consulte sempre o newsfeed RSS

Para saber mais sobre RSS, leia o artigo O Padrão RSS - A luz no fim do túnel.

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos de Cesar Brod