você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Problemas com kernel 3.1.0-1-amd64 + Xen + Debian Wheezy

Colaboração: Rafael Henrique da Silva Correia

Data de Publicação: 25 de janeiro de 2012

Tenho uma placa ATI em um note Dell Vostro 1000 (velhinho o coitado) e uso Debian Wheezy (que está bom para caramba ;) ) com kernel 3.1.0-1-amd64 e Xen 4.1 utilizando HVM.

Informações sobre a placa VGA:

  $ lspci -vnn | grep -i vga
  01:05.0 VGA compatible controller [0300]: ATI Technologies Inc RS482 [Radeon Xpress 200M] [1002:5975] (prog-if 00 [VGA controller])

E seguindo a wiki do Debian tenho o seguinte link para configuração da minha placa VGA:

http://wiki.debian.org/AtiHowTo

Problema:

A melhor forma de instalar o driver da minha placa foi instalar o pacote firmware-linux-nonfree, pois antes não tinha bons resultados gráficos. Com a instalação do pacote tudo ficou perfeito, um visual lindo com o Gnome 3 ;)

Porém eu uso Xen....

O Xen da erro na hora da inicialização e você não vê mais nada quando o pacote em questão está instalado!!

Solução:

O pacote firmware-linux-nonfree altera o initrd e o vmlinux do kernel 3.1.0-1-amd64 removendo o pacote em questão o kernel Xen funciona normal, porém a aceleração gráfica vai para o brejo, portanto a minha solução foi remover o pacote firmware-linux-nonfree e criei imagens diferentes para o kernel do Xen (sem aceleração gráfica):

  cp -R /boot/config-3.1.0-1-amd64{,-xen}
  cp -R /boot/initrd.img-3.1.0-1-amd64{,-xen}
  cp -R /boot/System.map-3.1.0-1-amd64{,-xen}
  cp -R /boot/vmlinuz-3.1.0-1-amd64{,-xen}

Basta então alterar as configurações de boot do Xen diretamento no arquivo de configuração do Grub ficará algo mais ou menos assim:

  # BEGIN /etc/grub.d/20_linux_xen ###
  submenu "Xen 4.1-amd64" {
  menuentry 'Debian GNU/Linux, with Xen 4.1-amd64 and Linux 3.1.0-1-amd64-xen' --class debian --class gnu-linux --class gnu --class os --class xen {
        insmod lvm
        insmod part_msdos
        insmod ext2
        set root='(ZION-boot)'
        search --no-floppy --fs-uuid --set=root 1ac9beac-b31f-4840-9b96-d06bfda6e847
        echo    'Loading Xen 4.1-amd64 ...'
        multiboot       /xen-4.1-amd64.gz placeholder com1=9600,8n1 console=com1,vga something else
        echo    'Loading Linux 3.1.0-1-amd64-xen ...'
        module  /vmlinuz-3.1.0-1-amd64-xen placeholder root=/dev/mapper/ZION-raiz ro console=tty0 console=hvc0 quiet
        echo    'Loading initial ramdisk ...'
        module  /initrd.img-3.1.0-1-amd64-xen
  }
  menuentry 'Debian GNU/Linux, with Xen 4.1-amd64 and Linux 3.1.0-1-amd64-xen (recovery mode)' --class debian --class gnu-linux --class gnu --class os --class xen {
        insmod lvm
        insmod part_msdos
        insmod ext2
        set root='(ZION-boot)'
        search --no-floppy --fs-uuid --set=root 1ac9beac-b31f-4840-9b96-d06bfda6e847
        echo    'Loading Xen 4.1-amd64-xen ...'
        multiboot       /xen-4.1-amd64.gz placeholder com1=9600,8n1 console=com1,vga
        echo    'Loading Linux 3.1.0-1-amd64-xen ...'
        module  /vmlinuz-3.1.0-1-amd64-xen placeholder root=/dev/mapper/ZION-raiz ro single console=tty0 console=hvc0
        echo    'Loading initial ramdisk ...'
        module  /initrd.img-3.1.0-1-amd64-xen
  }
  }
  # END /etc/grub.d/20_linux_xen ###

Feito isso podemos bootar com o kernel "não Xen" e instalar o pacote firmware-linux-nonfree pois ai o mesmo habilita aceleração gráfica neste kernel, a desvantagem é que o kernel do Xen não terá aceleração gráfica em minha placa de vídeo mas pelo menos agora consigo usar o Xen sem problemas ;).. e quando quiser jogar uns joguinhos uso a outra imagem do kernel com aceleração gráfica.

Bom divertimento ... ;)

Rafael é bacharel em Ciência da computação pela Universidade de Sorocaba, apaixonado por Software livre e também colaborador ativo dentro da comunidade, mantêm o seu blog no endereço http://abraseucodigo.com.br e busca sempre compartilhar conhecimento com as outras pessoas

MIT cria ambiente virtual para seus cursos e o oferece em código aberto

Fonte: revista Ache Seu Curso

Outras instituições poderão utilizar o ambiente, se quiserem, para os seus próprios cursos

24/01/2012

O Massachusetts Institute os Technology (MIT) lançou no mês passado o projeto MITx, que é um prolongamento do projeto que a instituição já mantém há dez anos, o OpenCourseWare, um birô de cursos a distância gratuitos oferecidos por instituições de todo o mundo (inclusive cinco brasileiras).

O MITx será um ambiente virtual de aprendizagem, no qual os alunos poderão interagir com mais facilidade não só com as instituições que ministram os cursos, mas também com os próprios alunos que realizam o mesmo curso. Além disso, poderá organizar o conteúdo que estudou e que produziu para o curso, de modo a poder exibi-lo, se quiser, para a comunidade acadêmica e para outras instituições de ensino. Também haverá acesso por meio desse novo ambiente aos laboratórios virtuais da instituição.

Além disso, se quiserem, outras instituições de ensino poderão utilizar o mesmo ambiente para exibirem os seus próprios cursos, de forma também gratuita. A previsão é que ainda no primeiro semestre de 2012 já esteja disponível uma primeira versão em código aberto da nova plataforma.

A iniciativa revela o próximo passo do MIT em uma estratégia para tornar-se líder mundial na educação online, ou pelo menos no setor de desenvolvimento comunitário de ambientes e plataformas.

Leia mais informações sobre a iniciativa do MIT



Veja a relação completa dos artigos de Rafael Henrique da Silva Correia

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script