você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Extensão Google Chrome - Lista Segura

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 15 de junho de 2013

O Procon de São Paulo criou uma extensão para o browser Google Chrome que alerta usuários sobre sites de vendas suspeitos de operações ilegais ou fraude.

Esta lista possui um total de 274 itens e pode também ser baixada a partir do site do Procon/SP.

A extensão agiliza o processo de verificação da idoneidade de sites de compras.

Para ajudar a divulgar esta iniciativa e evitar que mais pessoas sejam vítimas de falsários, curta a página no Facebook, que será o meio de comunicação dos desenvolvedores.

Além da extensão, o Procon/SP publica um guia de comércio eletrônico, relacionando os cuidados que devem ser tomados ao fazer compras via Internet. O guia na íntegra pode ser baixado a partir do site do Procon/SP.

Downloads

Reproduzo a seguir as páginas de 9 a 12 do "Guia de Comércio Eletrônico":

CUIDADOS AO CONTRATAR PELA INTERNET

Informamos a seguir, alguns cuidados fundamentais para evitar problemas ao comprar ou contratar pela internet e dicas de como fazer uma boa escolha e garantir seus direitos.

  • Reflita sobre seus interesses: não compre por impulso. Analise friamente a oferta. Embora os descontos possam lhe parecer muito atrativos, o valor final de suas compras pode comprometer seu orçamento. Responda, sinceramente, a quatro perguntas:

    • preciso realmente desse produto ou serviço?
    • tenho informações suficientes sobre ele?
    • tenho que comprar agora?
    • essa decisão vai comprometer meu orçamento?

  • Identifique o fornecedor: procure a identificação do site e de todos os demais fornecedores envolvidos em sua compra virtual (razão social, CNPJ, endereço, telefone e outras formas de contato além do email). Redobre seus cuidados quando o site exibir como forma de contato apenas um telefone celular.

  • Busque referências de fornecedores recomendados por amigos ou familiares ou que possuam também estabelecimentos físicos. A consulta no cadastro de reclamações do SINDEC (cadastro nacional de reclamações dos Procons) e em redes sociais pode ser um bom instrumento para auxiliá-lo na escolha.

  • Verifique o registro de produtos e serviços: alguns produtos e serviços exigem registro em órgãos específicos. Por exemplo, é o caso de produtos de telecomunicações (telefone celular, modem, tablets, etc.), que exigem registro na ANATEL; produtos e serviços de saúde, estética e alimentação precisam de registro na ANVISA; agências de viagens devem ter registro na EMBRATUR, entre outros.

  • Observe a segurança eletrônica: para contratar, efetuar compras ou transações bancárias pela Internet, usualmente é necessário o envio de dados pessoais, número de telefone, endereço para entrega, número do cartão, senha, etc. Para evitar que outras pessoas consigam acessar esses dados e os utilizem indevidamente, somente os forneça em sites:

    • com endereço eletrônico iniciado pela sigla "https";
    • que exiba no seu navegador de acesso à internet um ícone em forma de cadeado colorido e fechado. Ao clicar em cima do cadeado, deve aparecer o certificado de segurança do site. É recomendável instalar o certificado de segurança e acessar o site da empresa que emite esse certificado.

Atenção
Antes de clicar em um link, passe o mouse em cima para verificar se o endereço que aparece na barra inferior do navegador é o mesmo. Se não for, o site é falso.
  • Instale programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha sempre atualizados. Existem opções gratuitas na Internet.

  • Cuidado com as mensagens recebidas em seu email, principalmente aquelas que venham de remetentes desconhecidos. Tenha especial cuidado ao abrir anexos e acessar links enviados, pois eles podem conter vírus ou programas que visam capturar suas informações.

  • Desconfie de mensagens que prometem prêmios, solicitem seus dados cadastrais, enviem fotos, mensagens de amor ou amizade, cartões virtuais, etc. Se tiver dúvidas, procure contatar o remetente antes de qualquer ação.

  • Evite realizar transações on-line em lanhouses, cybercafés ou computadores públicos, pois podem não estar adequadamente protegidos.

  • Troque periodicamente a sua senha do Internet banking e de sites de comércio eletrônico.

  • Leia a política de privacidade do site para saber como o fornecedor vai cuidar do armazenamento e manipulação de seus dados pessoais. Além disso, durante todo o processo de compra, observe atentamente se há itens pré-selecionados, tais como "desejo receber ofertas em meu e-mail", pois essa deve ser uma opção do consumidor e não uma imposição do fornecedor.

  • Escolha uma senha segura: evite senhas que já são utilizadas em outros sites, bem como datas de aniversário (sua ou de familiares), número de telefone, palavras conhecidas e seqüências numéricas ou alfabéticas (como 123456 ou abcdef). O mais seguro é escolher uma senha com 6 a 12 caracteres, alternando letras minúsculas, maiúsculas e números.

  • Verifique as características do produto: antes de realizar a compra, analise a descrição do produto, faça comparações com outras marcas, visite a página do fabricante para confirmar as funções e certifique-se que ele atende à sua necessidade.

  • Compare preços: não se esqueça de comparar também o preço e a forma de pagamento em outros estabelecimentos (lojas virtuais e físicas), especialmente para verificar se os descontos ofertados pelos sites valem a pena e são reais.

  • Fique atento às condições da entrega: o prazo de entrega deve ser especificado. Muitas vezes o preço exibido no anúncio do produto não contém o custo de envio. Assim, antes de fechar o pedido, verifique o valor do frete.

  • Conheça a política de troca e devolução dos produtos: essa informação deve constar no site e pode variar de fornecedor para fornecedor.

  • Guarde os comprovantes: guarde todos os documentos que demonstrem a compra e confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios, etc).

  • Exija a nota fiscal: no ato da entrega do produto, recuse o recebimento se a nota fiscal não for apresentada.

  • Fique atento às formas de pagamento: redobre os cuidados quando o site coloca como única forma possível de pagamento o depósito em conta corrente ou conta poupança, especialmente quando for para pessoas físicas.

  • Quando a oferta não foi cumprida e não houver acesso ao fornecedor: Caso você tenha feito o pagamento através de cartão de crédito, ou de sites especializados em serem meios de pagamento aos fornecedores de e-commerce, poderá solicitar diretamente à administradora do cartão o cancelamento da compra e o estorno do valor pago.

Atenção
No Estado de São Paulo o fornecedor é obrigado a dar a opção ao consumidor de escolher data e turno de entrega do produto adquirido.
(Lei 13.747/09)


Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida