você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Como gerar PDF/X-3 (CMYK) para gráficas com qualquer programa

Colaboração: Joosé Antonio Meira da Rocha

Data de Publicação: 25 de novembro de 2013

PDF foi criado para redes de computadores, mas logo as gráficas se deram conta de que o formato poderia ser usado para finalizar arquivos para impressão, evitando-se muitos erros comuns em arquivos na linguagem de impressão PostScript.

A indústria gráfica, então, padronizou as características do PDF que deveriam ser usadas para os processos de pré-impressão e chamou este padrão especial de PDF/X. Uma das edições deste padrão é o PDF/X-3 de 2003, que estabelece que o PDF não pode ter transparências (pois o PostScript Level 3 não entende) e pode ter imagens no formato RGB desde que tenham um perfil de cor CMYK (para as chapas de impressão Ciano, Magenta, Yellow e blacK) .

Alguns programas de editoração modernos, como a suíte da Adobe, da Corel e o programa livre Scribus já geram saída em PDF/X-3. Mas outros, como o GIMP, Inkscape e LibreOffice, não têm esta capacidade.

Mas, a partir da versão 9, o sistema interpretador de Post Script de código livre Ghostscript possui gerenciamento de cor baseado em perfis de cor ICC. Isto permite produzir PDF/X-3 com qualquer programa, a partir da saída em PostScript. Este arquivo batch facilita as coisas no ambiente Windows:

  "%PROGRAMFILES%\gs\gs9.10\bin\gswin32.exe" -q -dNOPAUSE -dBATCH -dPDFX=true \
  -sDEVICE=pdfwrite -dPDFSETTINGS=/prepress -dProcessColorModel=/DeviceCMYK   \
  -sColorConversionStrategy=CMYK -sOutputFile="%~n1_CMYK.pdf" -f PDFX_def.ps  \
  -f %1

Gravei com o nome prepress.bat e coloquei numa pasta junto com o arquivo de configuração PDFX_def.ps, cujo original se encontra na pasta %PROGRAMFILES%\gs\gs9.10\Lib\PDFX_def.ps.

Neste arquivo PDFX_def.ps, defini o perfil ICC na linha:

  /ICCProfile (c:/WINDOWS/system32/spool/drivers/color/ISOcoated.icc) def

(Note as barras substituindo as contrabarras do path Windows)

Fiz um atalho no desktop para o prepress.bat. Agora, arrasto e solto um arquivo PS, EPS ou PDF gerado pelo Inkscape ou LibreOffice em cima deste atalho, e o PDF/X-3 está criado com o mesmo nome do original mas terminando em "_CMYK.pdf". Criei várias pastas, uma para cada perfil de cor desejado: papel couché, papel offset comum, papel jornal...

Agora, posso usar software livre para gerar arquivos para gráficas sem medo.

José Antonio Meira da Rocha é professor de Jornalismo na UFSM, campus de Frederico Westphalen, RS, Brasil, adepto do software livre, e tem um site de dicas gráficas em http://meiradarocha.jor.br.


Veja a relação completa dos artigos de Joosé Antonio Meira da Rocha