você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Adote um Software Livre abandonado

Colaboração: Joao Eriberto Mota Filho

Data de Publicação: 04 de fevereiro de 2014

Uma das grandes afirmações da filosofia do Software Livre é que você pode ajudar em um código ou, até mesmo, fazer um trabalho que dele derive.

Como mantenedor Debian, um dos maiores problemas que vejo no mundo livre é o fim de linha ou o abandono de programas úteis para a comunidade mundial. Você que é programador e é apaixonado por SL, já pensou em adotar um código abandonado? Adotar um desses programas lhe traria os seguintes benefícios:

  • Você faria algo útil para a humanidade e se sentiria uma pessoa especial.
  • Você aprenderia muito com o código abandonado, afinal ele foi criado por um programador que foi reconhecido de alguma forma. Esse programador pode ter abandonado um bom código até mesmo por um motivo grave, como falecimento.
  • Você estaria dando atenção a um lado pouco explorado da filosofia do Software Livre.
  • Se você precisa fazer um TCC de faculdade, esta é a melhor chance de aprender profundamente sobre um assunto e deixar um trabalho útil como legado.

Uma das formas de encontrar um código abandonado que lhe interesse é pesquisar em grandes repositórios, como o SourceForge ou GitHub, observando as datas das últimas atualizações dos programas. Em seguida, você deve escrever para o autor, perguntando sobre o desenvolvimento do código e especulando se ele pretende dar continuidade. A seguir, em função da resposta, você pode anunciar que quer cuidar do código desde já ou, se achar melhor, você pode fazer um fork com um nome similar. Exemplo: xyzfaztudo vira xyzfaztudo-ng ou xyzfaztudo-up ou faztudo-rob (se seu nome for Roberto, por exemplo). Ou pode usar um nome totalmente diferente. Também é válido.

Uma outra forma de encontrar bons códigos abandonados é olhando a relação de pacotes órfãos no Debian, disponível em https://www.debian.org/devel/wnpp/orphaned_byage. Muitos desses pacotes estão órfãos porque os desenvolvedores dos respectivos programas abandonaram o projeto por algum motivo. Então, em diversos casos, sem o programa atualizado pelo desenvolvedor, torna-se impossível manter o pacote em qualquer distribuição que seja. Dois bons exemplos são:

  • html2text: esse utilíssimo programa teve a sua última atualização em 15/01/2004. Uma boa alma o hospeda em http://www.mbayer.de/html2text. Ao conversar com o dono do site, ele me disse que só hospeda o programa para que ele não morra. Mas ele não é programador. Você, leitor que programa em C, poderia adotar esse programa. Há vários patches prontos, feitos no Debian, para corrigir problemas. Você pode ver esses patches em http://sources.debian.net/src/html2text/1.3.2a-16/debian/patches. Há também bugs abertos no Debian, falando sobre problemas do programa, alguns citando a solução. Veja em http://bugs.debian.org/cgi-bin/pkgreport.cgi?repeatmerged=no&src=html2text. Eu gostaria muito de adotar esse pacote no Debian. Mas, para isso, preciso que alguém adote o programa e o seu código fora do Debian. O pacote foi tornado órfão no Debian em 08/09/2009. Detalhes sobre o pacote poderão ser vistos aqui: http://packages.qa.debian.org/h/html2text.html. Outra boa ideia, caso resolva adotar o programa, é buscar por bugs e patches em outras distribuições, como Ubuntu, OpenSUSE, Fedora etc.
  • netstat-nat: esse é para quem gosta de programar algo sobre redes. A sua última atualização foi em 2010. Está disponível em http://www.tweegy.nl/projects/netstat-nat. O pacote ficou órfão no Debian e o antigo mantenedor fez a seguinte observação: "estou tornando órfão porque não há mais atividade por parte do desenvolvedor". Detalhes em: http://packages.qa.debian.org/n/netstat-nat.html.

    Gostou da ideia? Então, deixe aqui o seu comentário, dizendo qual projeto você adotou ou, até mesmo, passou a integrar.

    []s

Esta dica foi originalmente publicada, pelo seu autor, em http://eriberto.pro.br/blog, em 02 fev. 2014. O seu twitter é @eribertomota.


Veja a relação completa dos artigos de Joao Eriberto Mota Filho

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script