você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

A tecla mágica SysRQ

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 17 de outubro de 2012

A tecla SysRq, que fica na fileira superior do teclado, fica junto com a tecla Print Scrn (Print Screen). Esta é uma tecla mágica e pode realizar diversas funções diferentes, em combinação com outras teclas.

Para esta tecla funcionar, é preciso primeiramente ativar esta função. Para isto execute, como root, o comando abaixo:

  echo "1" > /proc/sys/kernel/sysrq

As funções são sempre invocadas pressionando-se primeiramente as teclas <Alt> + <SysRq>, seguida da função que se deseja invocar.

A tabela abaixo resume as funções existentes:

-k Mata todos os processos sendo executados na console virtual ativa.
-s Tenta sincronizar todas as partições montadas
-b Reboota o sistema imediatamente, sem desmontar ou sincronizar as partições (perigoso)
-e Envia um sinal de encerramento (SIGTERM) para todos os processos com exceção do processo init.
-m Exibe informação de uso de memória na console do sistema.
-i Envia o sinal SIGKILL (kill -9) a todos os processos com exceção do processo init.
-r Chaveia o teclado do modo raw (usado por programas como X11) para o modo XLATE.
-s Sincroniza todas as partições montadas
-t Gera uma listagem de todas as tarefas ativas e exibe na console.
-u Remonta todas as partições em modo apenas leitura (read-only).
-o Encerra o sistema imediatamente (shutdown)
-p Imprime na console o valor dos registradores e flags
-0-9 Define o nível da console, controlando quais mensagens do kernel serão exibidas na console.
-f Invoca oom_kill para matar os processos que estiverem usando mais memória.
-h Usado para exibir a ajuda (help). Entretanto qualquer outra tecla exibe a ajuda.

Muitas das funções acima não são mais usadas ou possuem pouca utilidade. Por exemplo, as funções acima que exibem a informação na console só irão funcionar se você estiver com uma console ativa.

Eu acho bastante útil a diretiva -b, quando o sistema ficar totalmente instável e não estiver mais respondendo aos seus comandos. Mas lembre-se, esta opção é um shutdown radical, os processos são encerrados sem misericórdia e as partições não são sincronizadas. Uma alternativa mais suave é usar a opção -o, que realiza um shutdown mais controlado.

Para ver a saída gerada pelos comandos listados acima, você pode usar, em sistemas gráficos, o comando dmesg ou então inspecionar diretamente o conteúdo do arquivo /var/log/syslog.

Por exemplo, para monitorar em tempo real as atualizações do arquivo /var/log/syslog:

  tail -f /var/log/syslog

Possivelmente você precisará dos privilégios do usuário root para emitir este comando com sucesso.

Saiba mais



Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script